Está faltando gente no debate

A formação das políticas públicas de educação se dá principalmente nos gabinetes dos secretários de educação e de planejamento, do Ministro e nas equipes técnicas das secretarias de educação. Além disso, cada vez mais o Legislativo brasileiro vem ocupando espaço na formulação das políticas do setor, ora preenchendo o vazio deixado pelo Executivo, ora cedendo a pressões de determinados grupos de interesse. A imprensa tem papel importante nesta equação, pois, em grande medida, regula a opinião pública, que, por sua vez, influencia os demais atores. Por isso, é importante que o debate público, que se dá na imprensa formal, ou mais recentemente, em redes sociais como esta, abra espaço para que todos os interessados possam se manifestar, de acordo, EXPLICITAMENTE, com seus interesses. Hoje, no Brasil, alunos e seus pais estão sub representados. Os professores também, quando a sua opinião não reflete a do seu sindicato. Além deles, faltam os acadêmicos especializados na análise de políticas públicas que se baseiam em evidências bem construídas, sólidos conceitos e em referências atualizadas para formarem seu juízo.

Obrigada por enviar seu comentário objetivo e respeitoso.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: